Sobre

Oi, eu sou a Maisa! Sou jornalista formada pela Cásper Líbero em 2002. Desde o começo, minha carreira vem sendo pautada pelo jornalismo local. Trabalhei em um jornal diário na cidade de Franca (SP) por quatro anos. Foi uma experiência bem intensa, produzindo matérias para diversas editorias, principalmente Cidades. Foi lá, também, que eu pude descobrir a quantidade de notícias que existe onde nem imaginávamos. Falei da indústria calçadista, tragédias, obituários, saúde mental, educação, drogas etc. Nesse mesmo jornal, fui editora-assistente do Caderno Artes, onde pude escarafunchar o mundo da cultura do interior. E, olha, foi bem interessante. Folia de Reis, teatro universitário, música sertaneja e artistas locais fizeram bonito na pauta.

De volta a São Paulo, trabalhei na Revista Metropolis, que circulava em Alphaville. A revista falava sobre quem vivia no bairro, mas também abordava pautas de outros lugares que interessavam para quem vivia por lá. Foi um período de muitas entrevistas com empresários, arquitetos, chefs, etc.

Minha outra experiência em redação foi na Revista do Tatuapé, onde fiquei por quase 8 anos, até meados de 2017. Como editora, não apenas coordenei a equipe, mas sempre coloquei a mão na massa na produção de reportagens e editoriais. Contamos muitas histórias de pessoas que têm relação com o bairro (moradores, celebridades, empresários e apaixonados), mas também falamos de assuntos como saúde, gastronomia, viagem e educação. O desafio de fazer uma revista de bairro é, justamente, falar do lugar sem ser altamente bairrista e encontrar pautas que tragam temas novos, ou novas formas de falar sobre um mesmo tema, como a história do lugar, que sempre é revisitada.

Paralelamente a essa vivência nas redações, produzi conteúdo para alguns sites, como o Portal IG e o site Outra Cidade.

Agora, sou oficialmente uma jornalista freelancer e produtora de conteúdos customizados. Fiz matérias para plataformas que admiro, como o projeto Draft e o Believe.Earth, além da revista Enfoque Social, encomendada pela Obra Social Dom Bosco de Itaquera, em São Paulo.

Nesta nova fase, estou desenvolvendo dois projetos de comunicação digital voltados para a qualidade de vida na cidade de São Paulo: o Verde SP, que fala sobre a natureza urbana na metrópole; e o É bom andar a pé, que surgiu como um blog pessoal sobre o prazer de caminhar pela cidade, mas que vem se transformando em um local para discutir esta maneira ancestral de se mover pelo mundo.

Quer falar comigo?

maisainfante@yahoo.com.br

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s